sexta-feira, 23 de abril de 2010

Gatronomia Brasileira pt.2


A culinária varia muito de região para região, sendo que, em muitas delas, o tipo de culinária foi determinado pela predominância de um ou outro tipo de imigrantes. No Sul reina a carne, e o churrasco é rei, servido em rodízio. No Sudeste, os Cariocas (Rio de Janeiro) têm como especialidade alguns pratos de porco, torresmos, bem como o uso de inhame, batata doce, abóbora, pimentas, feijão e amendoim, etc. Já a cozinha baiana tem 3 ingredientes principais: as malaguetas, o óleo de palma (dendê) e o leite de côco. A mandioca é usada com múltiplos fins, tanto como ingrediente principal do prato como como condimento. Em termos de pães e bolinhos, o mais conhecido no Brasil é o Pão de Queijo, feito à base de fécula de mandioca e queijo ralado, sendo especialmente apreciados nas regiões Centro-Oeste, Sudeste, e Sul do Brasil. A rica herança culinária portuguesa está bem patente no uso indiscriminado de ovos e açúcar, a que os escravos acrescentaram ingredientes próprios do país. Um bom exemplo disto é o Quindim, uma sobremesa feita à base de ovos, açúcar e côco ralado. Os brasileiros fazem um excelente uso da enorme variedade de frutos e sumos de frutas exóticos. No entanto, a bebida nacional brasileira é a cachaça (aguardente de cana), com a qual se prepara a famosa Caipirinha. Se quiséssemos fazer um mapa gastronómico do Brasil, este teria aproximadamente 9 regiões, com as suas especificidades, não obstante as inúmeras intersecções que se verificam.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo